MINAS GERAIS | OURO NEGRO

 

Se você estiver em Belo Horizonte procurando uma rota para Bikepacking em Minas Gerais com pouco de tudo, em poucos dias, o loop Ouro Negro foi feito para você. Partindo da região da Savassi e indo até Ouro Preto, alternando entre os trajetos da Estrada Real, essa rota mostra algumas das belezas naturais da região.

 

FER00021

O primeiro trecho até Nova Lima é feito pelo asfalto, pela estrada que liga as duas cidades. A partir de Honório Bicalho, adentramos um trecho de terra da Estrada Real e seguimos até Itabirito beirando o vale do Rio das Velhas. Em Itabirito seguimos em direção a Miguel Burnier. Nesse trecho existem alguns bons lugares para um camping selvagem.

DJI_0461

Miguel Burnier era conhecida por ser o Rodeio dos trens que cortavam Minas Gerais. Ali os ramais ferroviários se cruzavam. Ainda existem linhas ativas de minério na região. Falando em minério, vale a pena desviar um pouco a rota e passar pela Usina Wigg fundada em 1893 e hoje abandonada.

FER00120

De Burnier seguimos pela antiga linha de trem até a antiga estação de Dom Bosco que já não tem nem mais os trilhos. Na estação de Dom Bosco, só restaram as pedras da plataforma. Por ali, entramos no Parque Estadual Serra de Ouro Branco e cortamos a serra até a localidade de Itatiaia. Conversando com os moradores, é possível conseguir um alojamento ou um quintal pra acampar. Com disposição, dá pra seguir mais adiante e acampar nos arredores do Parque do Itacolomi.

DJI_0487-2

Saindo de Itatiaia, mais um trecho de asfalto até a localidade de Santa Rita de Ouro Preto. De volta a terra, por alguns quilômetros, vamos beirando a Represa de Tabuões até chegar a subida da serra da Chapada. Vencida a subida, há uma trilha que te leva até o portão dos fundos do Parque do Itacolomi. Se ainda te restarem forças, vale a subida (à pé) até o pico.

FER00499

Saindo do Parque pela portaria principal, já estamos em Ouro Preto. Na rodoviária é possível pegar um ônibus de volta a Belo Horizonte. A outra opção é seguir por São Bartolomeu, Glaura, Acuruí até Rio Acima. Em Rio Acima é possível pegar o asfalto fechando o loop ou seguir até Raposos, Sabará e fechar uma volta um pouco maior.


O QUE PRECISO SABER
Se a idéia for voltar de Ouro Preto, vale lembrar que a empresa de ônibus que faz Ouro Preto-BH tem uma regra que a bicicleta tem que estar embalada. Embalamos em sacos de lixo e foi tranquilo.

Essa rota tem muitas subidas e são subidas duras. Então quanto mais leve, melhor!

MAPA
Disponibilizamos o arquivo .gpx para download.  Só clicar! 
Captura de tela 2019-01-02 às 23.39.50

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bons ventos e boas subidas!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *